-->

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

7 app que não podem faltar no meu celular

Oi gente!! Hoje eu vim falar sobre tecnologia e aplicativos de celular. Eu sou uma pessoa que mexe no celular o tempo todo. Ás vezes ficar sem internet ou com o celular descarregado é enlouquecedor. O meu celular deu problema há alguns meses atrás e juntamente com isso deu problema na bateria, resultado: tardes inteiras com o celular descarregado. O bonitinho foi substituído e eu vim contar para vocês alguns aplicativos que não podem faltar.

1. Whatsapp

Acho que esse sem dúvida o número 1 da lista de quase todos e o primeiro a ser instalado. Estamos em uma era em que estamos constantemente conectados a internet e dificilmente fazemos uma ligação, sendo assim, o Whatasapp e outros aplicativos de mensagens similares se tornaram o principal meio de comunicação. Eu só ligo para meus pais, porque eles não usam o aplicativo. Até quando quero ligar para um amigo uso o app.

2. Instagram

A principal rede social de fotos. Eu estou o tempo todo conectada, sigo os mais diferentes perfis, de amigos a blogs e artistas. De música, dança, livros, o que me interessa. Por outro lado, não posto tantas fotos assim.

3. Moon+ Reader

Eu gosto muito de ler, e que melhor maneira de carregar sempre um livro comigo do que deixa-lo o celular? Para ler eu uso o Moon+ Reader, que é um aplicativo muito legal com um visual limpo, onde eu posso marcar páginas e marcar textos com marcadores coloridos, a leitura retoma da página onde parei quando abro o app novamente. Além disso tenho a possibilidade de colocar os temas mais adequados tanto para o dia como a noite, que pode trocar automaticamente de acordo o horário, configurar a fonte e deixar tudo no estilo que eu preferir. Ele também tem uma opção que me obriga a descansar as vistas quando passo muito tempo lendo algo. O melhor aplicativo de leitura que eu já usei e sempre recomendo para todo mundo. Pena não ter uma versão para computador.

4. Aviary

Já usei diversos editores de foto, mas o Aviary realmente me conquistou. Ele é muito simples de mexer, tem vários efeitos, molduras e adesivos. Além disso é possível adquirir novos pacotes de tudo isso pelo próprio app, alguns gratuitos e outros pagos, super bonitinhos. Os pacotes pagos são bem baratinhos. Não troco mais de app.


5. BB

Acho que ter um aplicativo do seu banco facilita muito o nosso dia-a-dia, através dele dá para acompanhar quando o salário caiu na conta, fazer transferências, pagar contas e até colocar crédito no celular. Adeus filas enormes sem necessidade.

6. Polaris Office

Eu recebo muitos documentos do word, excel e power point, e como nem sempre tenho um computador por perto, o Polaris Office é a melhor ferramenta para visualizar tudo pelo celular. Facilitou muito minha vida quando precisava dar aquela última revisada antes de uma apresentação de trabalho na faculdade. 

7. Calendário Menstrual

Eu amo esse aplicativo. Ele diz quantos dias falta para o ciclo, tem a opção de marcar o inicio e o fim, tem alertas, lembretes e você pode marcar quando sente algum sintoma da TPM e a intensidade. Tem um calendário de ovulação, gera gráficos com sua informações (temperatura, peso etc). Tem vários funções interessantes e úteis, é simples, bonitinho e fácil de mexer. O backup pode ser feito pela conta do google.

Então... quais aplicativos você já conhecia? Quais você mais usa? Me conta aí! Beeijooo!!!!

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella

Oi amores!!! Estou de Férias! Ou quase isso... E nessa época de semi-férias eu estou podendo colocar minhas leituras em dia, e isso me deixa bastante satisfeita. Então hoje é dia de falar de livro, e um livro que eu amei muito ler: O Segredo de Emma Corrigan, da Sophie Kinsella. Para começar, eu amo chick-lit e amo os livros da Sophie, pelo menos todos os que já li.

Autora: Sophie Kinsella
ISBN: 9788501069573
Ano: 2005
Páginas: 384
Gênero: Chick-lit
Editora: Record
Sinopse: Em O Segredo de Emma Corrigan , Sophie Kinsella segue a receita que fez da série Os delírios de consumo de Becky Bloom sucesso de público - foram mais de 35 mil exemplares vendidos só no Brasil - e crítica. Com humor e muito charme, ela nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição na vida. Na memória ela guarda situações ultraconfidenciais: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real.
Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida?
Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.


Emma Corrigan trabalha no setor de marketing de uma grande empresa de bebida para esportistas, a Panther Corporation. Emma é escalada para participar de uma reunião da empresa com um parceiro na Escócia e acaba estragando tudo. Na volta para casa, uma aeromoça vendo como o dia de Emma vai de mal a pior a coloca na classe executiva do avião. Durante uma turbulência, Emma apavorada conta todos os seus segredos (inclusive os mais íntimos) para o estranho ao seu lado. O que ela não sabe é que o cara do lado é seu chefe, o dono da empresa, até o dia seguinte, quando o cara que ela pensou que nunca mais veria na vida aparece em seu escritório.

Mas algumas vezes a gente pode pensar demais nas coisas. Sabe, às vezes é melhor se deixar levar e ver o que acontece.

Emma, no entanto, não é a única de guarda segredos, o seu chefe Jack, que ouviu suas confissões também tem um segredo e precisa que Emma o guarde. E assim começa uma relação confusa entre Emma e Jack.  Jack a conhece melhor do que qualquer um, apesar do pouco tempo que passaram juntos, e as coisas que ele diz a ela a faz repensar como está vivendo sua vida e tomar certas decisões. Jack por outro lado é o cara charmoso e misterioso, do qual Emma não sabe nada além do que leu em algumas revistas, mesmo assim a atração entre ambos é notável.

Os relacionamentos são uma batalha. São um jogo de xadrez. E o que eu fiz? Simplesmente joguei todas as minhas peças no tabuleiro ao mesmo tempo.

Ao contrário do que Emma poderia imaginar, Jack se lembra de cada detalhe de suas histórias contadas no avião, e reconhece cada personagem de suas histórias. Durante quase todo o livro ele solta comentários sobre as coisas que ouviu, mas só Emma é capaz de entender, e cada comentário a deixa mais angustiada.

Emma é uma mulher inteligente, linda, divertida e um tanto insegura que passou por várias profissões e agora tenta se provar para a família. Na trama conhecemos também suas colegas de apartamento, Lissy, que é uma super amiga e com quem Emma troca confidencias e conselhos e Jemmina, é a uma menina mimada e rica de quem Emma e Lissy pegam roupas, bolsas e sapatos escondido, também podemos dizer uma vaca.

Na família de Emma temos seus pais que pouco entendem ou apoiam a filha. A prima de Emma, sempre competindo com ela, mostrando o quanto é bem sucedida e humilhando a prima, irritante! E a melhor pessoa da família, seu avô, sempre preocupado com a neta e apaixonado pelas barras Panther.

Quando as pessoas que você conheceu e amou por toda a vida começarem a ir embora você vai querer guardar qualquer lembrança. Por menor que seja.

O livro é super divertido, com várias sacadas engraçadas. Emma se mete em várias situações hilariantes, algumas vezes por culpa de suas amigas outras por si mesma. Envolvente, romântico e misterioso, você se apaixona junto com os personagens. Algumas vezes você sofre com a personagem principal e outras tem vontade de gritar com ela.

Um dos melhores livros que eu li esse ano, recomendo seriamente a todos, principalmente se você quer uma leitura leve e divertida.


Nota: Quando comecei a ler o livro li em algum lugar que haveria uma adaptação para o cinema, onde Emma seria interpretada por Kate Hudson, mas nunca aconteceu. Uma pena.

E aí? Já leu? Me conta aí o que achou! Beeijooo!!

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Mulher Maravilha

Oie meus amores! Como estão? Hey, pode dizer, eu sou a pessoa mais atrasada que eu conheço, mas só tive tempo para assistir mulher maravilha agora. E que filme, desculpe o trocadilho, M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O !!

Titulo Original: Wonder Woman
Data de lançamento: 1 de junho de 2017
Duração: 2h 21min
Direção: Patty Jenkins
Elenco: Gal Gadot, Chris Pine, Connie Nielsen mais
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia
Nacionalidade: EUA
Sinopse: Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

O filme conta um pouco da história de como Diana se tornou a Mulher Maravilha e porque ela saiu da ilha. A ilha criada pelo deus Zeus e escondida do resto do mundo, foi criada para as amazonas habitarem e treinarem até o dia que precisassem enfrentar o deus da guerra, Ares e nesta ilha há somente uma coisa capaz de derrotar Ares.

Diana desde menina tinha vontade de treinar com as outras amazonas da ilha, mas sua mãe não queria permitir e a menina não entendia o motivo. Mesmo assim Diana foi treinada as escondidas durante muito tempo por sua tia. Percebendo que não havia mais o que fazer sua mãe permitiu que Diana fosse treinada para ser a melhor amazona da ilha.
Um dia o bloqueio da ilha é quebrado e Steve Trevor (Chris Pine) cai com seu avião em uma praia da ilha e é salvo por Diana. Atrás dele veem vários alemãs e muitas amazonas acabam morrendo, e é assim que Diana e as outras amazonas da ilha descobrem que o mundo está vivendo uma guerra sem limites onde muitos inocentes já morreram, a Primeira Guerra Mundial. Acreditando que a guerra é obra de Ares, Diana deixa a ilha com Steve para matar Ares acreditando que assim a guerra acabará.

Durante a viagem Steve e Diana se conhecem um pouco e a atração entre ambos é notável e eles acabam se apaixonando. O romance entre eles é delicado, e não é o foco da história, mas acaba causando uma grande dor para nossa heroína. Steve é um homem determinado e de bom coração, no início ele não entende muito bem Diana, mas depois faz de tudo para protege-la.
O filme tem muitas cenas engraçadas, principalmente logo quando eles chegam a Londres. Diana não conhece esse mundo, e tudo para ela é novidade, ela chega a ser ingênua e suas perguntas e seu comportamento nos tira algumas risadas. Por outro lado tem muita ação e nos deixa empolgados.
O filme também mostra o lado sofrido da guerra, os milhares de mortos, os soldados feridos e mutilados, a fome das vilas atingidas pela guerra, a crueldade e toda a dor causada pela guerra. É uma tristeza sem tamanho.

Os efeitos visuais deram um toque especial ao filme, destacando as cenas de luta com partes em câmera lenta. Balanceando a iluminação onde as cenas da ilha eram bem iluminadas com muitas cores, contrastado com as cenas mais cinzas na cidade de Londres e durante os conflitos.
Gal Gadot foi a escolha perfeita para viver nossa personagem, apesar das críticas pré-produção. E ela é linda do início ao fim e sua interpretação foi ótima, soube ser a guerreira imbatível no momento certo e delicada quando preciso.
Eu amei o filme de todas as maneiras possível, só houve um detalhe que me magoou porque eu sou uma romântica incorrigível. Recomendo a quem não assistiu que assista urgentemente. Agora se possível.

E você? Assistiu? Me conta o que achou!! Beeijooo!!!!